FSC PROMOVE PROVA DE PISTA EM CICLISMO

FSC PROMOVE PROVA DE PISTA EM CICLISMO

A pista do Estádio Nacional 12 de Julho, na capital santomense, acolheu na manhã do pretérito domingo, a primeira edição da prova de pista em ciclismo, realizada no país, promovida pela Federação Santomense de Ciclismo, FSC.

A primeira edição da prova que contou com a participação de duas centenas de corredores, entre os quais, duas raparigas, que participaram nas diversas categorias.

Já era sabido do favoritismo do Edney Nascimento e do Mauro Alfredo. Neste sentido todas as atenções recaiam em torno das presenças femininas, Argentina e Dulciney, que superaram todos os estigmas e marcaram presença na prova.

O pontapé de saída foi dado com a prova de perseguição individual, e advinha quem foi o protagonista? Foi o inevitável Edney, relegando Valemiro e Mauro, para os últimos lugares do pódio (2º e 3º), respectivamente.

Edney estava seio de “gana” de fazer história na edição pilota e partiu como super favorito para a prova de velocidade, onde não teve dificuldades para chegar a Grande Final, onde superou o Mauro, que não teve pernas para seguir as pedaladas do “Rei” da prova, somando desta forma o segundo título do dia.

O terceiro e o quarto feito da manhã estavam para vir, nas corridas por pontos (30 voltas) e por eliminação.

Mas por meio tivemos provas demostrativas (quilómetro masculino, perseguição mista e flying lap).

Também entraram em cena nesta altura, cumprindo os 500 metros, Dulciney e Argentina, prendendo toda atenção dos presentes no Estádio.

Postos estes momentos, que acabou por ser de recuperação para os corredores de elite, a competição retomou, com os corredores a cumprirem as últimas duas provas competitivas, acima sublinhadas.

Aí o Edney voltou a ligar o ‘turbo’ e superar a concorrência, na penúltima e ultima largada da competição.

De realce na última prova (corridas por pontos) a queda do Mauro Alfredo no decorrer na 10ª volta (nada de grave), situação que o afastou da luta pela primeira posição.

No final era alegria por todos os cantos e o convívio entre os atletas, que para além de competir, vêm as provas da modalidade como o momento de manterem unida a família do ciclismo nacional.

Para o presidente da federação, Tiziano Pisoni, evento piloto correspondeu a expectativa do organismo que preside, servindo para divulgar as actividades da modalidade no arquipélago.

“Foi o balanço positivo. Acho também que foi uma forma de divulgamos ao máximo as actividades da modalidade, e também permitiu aos atletas, que não têm muito treino, como são provas muito curtas, de participar nestas diferentes categorias da prova. Foi uma boa experiência”.

“Tivemos algumas dificuldades na organização porque como é uma experiência nova, muitos são os que não perceberam bem, como funcionava a prova. Mas acho que se continuamos a realizar com frequência prova do género, eles vão entrar na dinâmica da competição”- sublinhou Pisoni.

Também a presença feminina na competição, motivou os elogios do líder federativo, enaltecendo a coragem das mesmas, na esperança que as respectivas participações possam servir de estímulo e motivação para outras raparigas.

Quanto ao futuro competitivo, Pisoni descreveu que “ vamos tentar organizar os campeonatos nacionais que será no mês de Julho, e ao nível internacional por enquanto não temos nenhuma perspectiva”.

Edney brilha assim na primeira edição da corrida de pista em STP.

Redacção

Comentários

Nossos Parceiros